Qual o maior animal que vive na Floresta Amazônica?

Habitante exclusivo da região, ele pode alcançar os 3 metros de comprimento e pesar mais de meia tonelada.

Quando o assunto é animais grandes, o elefante e a baleia estão sempre entre os destaques. Porém, eles não habitam um dos locais com a maior variedade de animais: a Floresta Amazônica. Entre os inúmeros animais que vivem nesse ecossistema, o mais notável vive na água.

O maior animal encontrado na Floresta Amazônica é o peixe-boi (Trichechus inunguis). Esse mamífero, que habita exclusivamente a região amazônica, também chamado de guaraguará e manati, pode alcançar 3 metros de comprimento e pesar mais de meia tonelada. Apesar do tamanho, ele é a menor espécie da ordem Sirenia.

Características do peixe-boi

Entre suas características, estão a ausência de unhas nas nadadeiras peitorais, a presença de duas mamas, manchas brancas na região ventral e uma cauda com espessura entre 8 e 16 milímetros.

A pele do peixe-boi é bastante enrugada e ondeada, coberta de pelos finos, que são mais abundantes na região das nadadeiras. Esse animal possui lábios com textura grossa e numerosas cerdas queratinizadas.

Foto: PixabayO peixe-boi é o maior animal que habita na Floresta Amazônica.
O peixe-boi é o maior animal que habita na Floresta Amazônica.

Alimentação

Esse herbívoro não ruminante se alimenta principalmente de gramíneas aquáticas. Porém, pode ingerir também pequenas quantidades de espécies terrestres. Quando o alimento é escasso, ele come outras plantas disponíveis com mais facilidade. Por dia, o peixe-boi ingere uma quantia correspondente a 8% de seu peso corporal.

Informações históricas

Ao longo da existência, esse animal, por muitos anos, serviu como fonte de alimento para a população ribeirinha que vive em território amazônico. Hoje em dia, essas comunidades são orientadas a não caçarem o peixe-boi, visando a preservação da espécie, que é considerada em situação vulnerável. Outro fator que colocou a espécie em risco foi a indústria do couro, que utilizava a pele desses animais em suas fabricações.

Além disso, muitos mitos e lendas surgiram a respeito desse mamífero, algumas dizendo que eles eram pessoas que haviam se transformado em animais. Há também quem diga que a carne dele é afrodisíaca e tem poderes medicinais, auxiliando no tratamento e curando diversas doenças.

Veja também: Peixe-elétrico encontrado na Amazônia tem choque de 860 volts

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais