Qual a diferença entre asteroides, meteoros, meteoritos e cometas?

Veja de que são formados cada um desses "objetos" espaciais.
Foto: Reprodução InternetObjetos espaciais

No espaço podemos encontrar uma grande quantidade de material e, muitas vezes, eles podem vir parar no Planeta Terra ou pelo menos serem vistos da superfície terrestre. Esse material é bastante diverso, podendo ser rochas, gases, gelo, poeira, entre outros.

Os “objetos” espaciais mais conhecidos são os asteroides, cometas, meteoros e meteoritos. Mas, você sabe a diferença entre eles? Veja abaixo o que exatamente eles são.

Os asteroides, na maioria das vezes, vêm do cinturão de asteroides, que fica localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter. Eles são os pedaços maiores de rochas que “sobraram” do processo de formação dos planetas rochosos, que normalmente possuem 1 km de diâmetro.

Os cometas são enormes bolas de gelo, formados pela junção de diversos gases, que podem ser classificados nos tipos de longo período e de curto período. Essa classificação está relacionada ao tempo em que demoram para completar uma órbita ao redor do sol: mais de 200 anos ou menos. Eles são semelhantes aos asteroides, porém podem conter mais gelo, metano, amônia e alguns outros componentes que desenvolvem uma espécie de cauda ao se aproximarem do Sol. . Eles podem ser originários da nuvem Oort – no caso de cometas de longo período – e do Cinturão de Kuiper – de curto período.

Os meteoros, também chamados de estrelas cadentes, são grãos de poeira de cometas que, em contato com a atmosfera terrestre, são incendiados e formam feixes de luz, que podem ser vistos durante a noite. Normalmente, eles cruzam a atmosfera de nosso planeta a uma velocidade de 70 km/h.

Os meteoritos nada mais são do que os pedaços de pedras espaciais que sobram após caírem na Terra. Apesar da maioria dos meteoritos ser pequeno, o tamanho deles é bem variável, podendo se tratar de pedras com uma grama ou até mesmo algumas toneladas.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais