Por que os elefantes africanos estão sendo exterminados?

O marfim é valioso e é encontrado nas presas dos elefantes, pois isso, esses animais tem sido caçados mais a cada dia.

A cada dia que passa, a população de elefantes africanos vem diminuindo. Um animal é morto a cada 15 minutos no continente. Pesquisadores estimam que, se a caça de elefantes continuar, em 15 anos a espécie será extinta. Mas, qual o motivo dessa caça em grande número? Por que esse animal é tão cobiçado?

Foto: Reprodução InternetMarfim
 

A resposta é simples: o marfim. O animal em si não é tão valioso, mas suas presas são, por serem feitas desse material tão valioso, e os animais acabam morrendo para que o produto seja comercializado. O marfim tem alto valor por ser bastante resistente e maleável, muito utilizado na fabricação de joias, obras de arte e objetos decorativos. E como tudo no mundo, quanto mais raro é a matéria prima, mais cara ela se torna. Ou seja: quanto menos elefantes existirem, mais dinheiro os caçadores irão ganhar.

Depois de obter o marfim, os caçadores contrabandeiam a matéria para o China, onde o material vira um importante artigo de luxo. No país oriental, o comércio do marfim é legalizado, ao contrário dos demais países do mundo, o que faz com que a demanda por esse produto seja muito grande.

Foto: Reprodução InternetMarfim
 

Os elefantes são animais que podem viver por cerca de 70 anos, e os filhotes aprendem tudo com a mãe. A caça dos elefantes é extremamente prejudicial para os filhotes, pois eles têm uma excelente memória, podendo sofrer traumas ao presenciar cenas fortes e tristes, como por exemplo, a morte da mãe ou de algum outro elefante próximo.

Assim como as pessoas, os elefantes têm sentimentos. Quando um companheiro é morto, os integrantes do grupo voltam ao local onde está a ossada do animal, e recolocam o marfim no crânio do animal, se a presa ainda estiver com o restante dos ossos.

O maior elefante africano que existe no mundo atualmente possui uma presa com cerca de 2 metros, que pesa entre 60 e 80 kg. Esses animais sabem da importância de sua presa, e por isso, tentam escondê-la quando sentem alguma ameaça próxima.

Boniface Mariango, conhecido como Shetani (que significa diabo), é o caçador de elefantes mais conhecido, perigoso e poderoso da África. Somente ele é responsável pela morte de mais de 10 mil indivíduos, e por isso, foi um dos caçadores mais procurados pelas autoridades africanas. Porém, além dele, ainda há muitos outros caçadores interessados nesse rico comércio.

Foto: Reprodução InternetElefante africano
 

Há cerca de cinco anos atrás, a população de elefantes africanos era de pouco mais de 100 mil animais na região da Tanzânia e do Quênia. Atualmente, o número de animais está reduzido para menos de 50 mil. Isso, graças a caça ilegal desses animais.  Os animais das partes Ocidental e Central da África já estão praticamente extintas, restando apenas alguns indivíduos.

Veja também: Cinco animais que já foram extintos do Planeta Terra

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais