Por que os cães ficam felizes com a chegada de seus donos?

Já reparou como os cachorros ficam felizes quando chegamos em casa? Descubra o motivo dessa alegria!

Os cachorros fazem parte da família brasileira. Segundo dados divulgados pelo IBGE(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 44% dos lares brasileiros possuem cães. Conforme os dados da pesquisa são 52,2 milhões de cachorrinhos nos domicílios do país, ultrapassando até o número de crianças.

Ao contrário de outros bichos de estimação, os cachorros mostram um grande afeto causado pela presença de seus donos, principalmente depois de um longo período longe.

A ciência explica esse comportamento: Gregory Berns renomado neurocientista americano constatou em uma de suas pesquisas a semelhança na atividade cerebral dos cães e dos humanos. Através de ressonância magnética foram detectadas evidências que mostram o sentimento do animal. Conforme o pesquisador tal sentimento pode ser considerado similar ao sentimento dos bebês.

Uma grande mudança pode ser notada na sociabilidade dos cães, os mesmos conseguem interagir com os seres humanos usando nossos próprios códigos de linguagem, como por exemplo: olhar e gestos. Tal comportamento tem relação direta na forma como os cães veem os donos. O estudo de Berns aponta que os cachorros, assim como os humanos, também estão cientes da diferença que existe entre ambas as espécies.

Segundo o neurocientista, os cães possuem um sensor, quase um scanner. Podem identificar as diferenças entre outros tipos de cachorros e humanos. Reconhecem odores, em especial reconhecem o cheiro de um membro familiar. Ou seja, eles são capazes de diferenciar as espécies, desta forma cada dono tem um lugar especial no coração ou no cérebro do seu cão.  

Foto: Reprodução internetCachorro

Esse amor canino é racional?

Conforme o estudo de Berns, os cachorros são amorosos como seus donos não só pela alimentação, eles precisam de companhia para o seu bem estar. A unanimidade entre os especialistas é de que o sentimento dos cães é idêntico ao humano, mas por eles não conseguirem se expressar linguisticamente como nós os pesquisadores acreditam que a resposta emocional seja ainda mais pura. 

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais