Por que nem todos os machucados doem?

Alguns ferimentos só são percebidos e sentidos por nós alguns minutos depois de acontecerem.

Em algum momento da sua vida você já deve ter se cortado ou se machucado e só foi perceber alguns minutos depois. Alguns ferimentos podem simplesmente não doer, mesmo quando eles são graves e podem levar a consequências mais preocupantes ainda.

Essa falta de dor acontece por causa de um fenômeno chamado Analgesia Induzida pelo Estresse (SIA). Essa reação é resultado de uma mistura de adrenalina e de opioides endógenos. Produzidas pelo organismo, elas bloqueiam da dor, fazendo com que a pessoa se concentre em coisas mais importantes.

A adrenalina aumenta nossa capacidade de concentração, enquanto os opioides endógenos são analgésicos semelhantes a morfina, mas, produzidos pelo próprio corpo. Eles são os responsáveis por “avisarem” ao corpo que o ferimento aconteceu e, ao mesmo tempo, fazem com que a vítima foque em outra atividade mais importante.

Um exemplo disso é, quando em uma perseguição policial, um dos suspeitos leva um tiro. Ao invés de ficar caído sentindo a dor, ele prioriza a fuga, fazendo com que o sofrimento aconteça apenas em um segundo momento.

Outro caso, mais comum, são aquelas marcas roxas que encontramos com frequência em nosso corpo e não lembramos onde ou quando aconteceu a batida. Por não ser uma situação de potencial perigo, nosso corpo “não se dá ao trabalho” de nos avisar.

A SIA não acontece da mesma forma com todas as pessoas. Ela pode resultar no desaparecimento total da dor ou apenas na diminuição dela, variando de indivíduo para indivíduo.

Veja também: Por que o luto é representado pela cor preta?

Foto: ShutterstockAlguns machucados não são percebidos por nós de forma imediata.
Alguns machucados não são percebidos por nós de forma imediata.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais