Por que as águas dos rios Negro e Solimões não se misturam?

Esse fenômeno é conhecido como Encontro das Águas.

O Rio Negro e o Rio Solimões são bastante diferenciados. Quando finalmente se misturam, eles formam o Rio Amazonas, considerado o maior rio do mundo. Eles são conhecidos por terem características totalmente diferentes, sendo as principais delas a aparência: um possui águas claras e barrentas e o outro têm águas limpas e escuras.

Mas, o mais surpreendente é o fato de que, por cerca de seis quilômetros, as águas dos dois rios não se misturam, correndo lado a lado, como se existisse um muro invisível entre os dois rios. Esse fenômeno acontece porque alguns fatores, um deles sendo a composição química da água. Outros dois fatores que contribuem para essa separação, são que as águas do Rio Solimões (claras e barrenta) são mais frias que as do Rio Negro, e ele também possui uma correnteza um pouco mais rápida. Esses fatores fazem com que as águas tenham mais dificuldade para se misturar.

Foto: Reprodução InternetEncontro das águas
 

O Rio Negro possui uma grande quantidade de matéria orgânica desde sua nascente, que fica na Colômbia, e por isso sua água possui coloração escura. A velocidade de sua corrente de água é de 2 km/h e sua temperatura normalmente é de 28ºC. O Rio Solimões nasce nos Andes, e por isso possui água barrosa, por causa dos sedimentos da erosão do solo vulcânico. Sua velocidade varia entre 4 km/h a 6 km/h e sua temperatura costuma ser de 22ºC.

O fenômeno que acontece com esses rios é conhecido como Encontro das Águase, por ser tão surpreendente, visitar o local se tornou um dos principais atrativos turísticos de Manaus.

Rio Negro

Descoberto no ano de 1541, esse rio é o maior afluente da margem esquerda do Rio Amazonas. É o rio com águas negras mais extenso do mundo, com 1700 quilômetros. Seus principais afluentes são os rios Padauri, Demeni, Jaçari, Camamanau, Içana, Uaupés, Jaú, Unini, Caurés, Curicuriato, Branco e Vaupés. Ele chega ao Brasil através do município de Cucui.

Foto: Reprodução InternetRio Negro
 

Rio Solimões

Assim como o Rio Negro, ele possui 1700 quilômetros de comprimento. Ele é importante, pois serve de fonte de alimento, transporte, comercio e lazer para as populações que vivem em suas proximidades. Depois de nascer no Peru, ele entra em solo brasileiro através do município de Tabatinga. Seus principais afluentes são os rios Jutaí, Javari, Juruá, Purus, Içá e Japurá.

Foto: Reprodução InternetRio Solimões

           

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais