Por que algumas pessoas tem vitiligo?

O vitiligo é uma doença que afeta a pele do seu portador e seu único sintoma são as manchas que aparecem pelo corpo.

O vitiligo é uma doença conhecida por causar manchas brancas na pele, pois acontece a perda da coloração da mesma. Ele não dói, não coça, nem descama e, o mais importante: o vitiligo não é contagioso. O tamanho das manchas espalhadas pelo corpo é variável.

A doença surge quando os melanócitos – células localizadas na epiderme, que produzem a melanina – desaparecem. A causa desse desaparecimento não foi totalmente esclarecida pela ciência, mas a teoria mais aceita é de que ela é uma síndrome autoimune. Ela pode surgir em qualquer idade, mas seu aparecimento é mais comum em pessoas entre 10 a 15 anos e 20 a 40 anos.

Segundo pesquisas, pessoas com uma quantidade menor de células da pele conhecidas como TREGS possuem mais chances de desenvolver o vitiligo. Não há como prever a evolução da doença, mas o estresse e traumas podem ocasionar o aparecimento de novas manchas pelo corpo. Roupas apertadas ou que causam pressão sobre a pele também devem ser evitadas, pois contribuem para o desenvolvimento da doença.

Raramente um paciente consegue se curar totalmente da doença, mas tratamentos com pomadas à base de corticoide, terapia com luz, medicamento oral e cirurgia podem diminuir consideravelmente o vitiligo e cessar o crescimento das lesões. Para muitos portadores da doença, o acompanhamento psicológico é recomendado, pois a autoestima pode ser afetada por conta dos padrões de beleza criados pela sociedade em que vivemos.

Foto: Reprodução Internetvitiligo
 

Tipos de vitiligo

Quando o vitiligo é detectado por um especialista (dermatologista), ele pode classificar a doença em dois tipos:

Segmentar ou Unilateral: a doença se manifesta apenas em uma parte do corpo, normalmente quando o paciente ainda é jovem e os cabelos e pelos do corpo também perder a cor.

Não segmentar ou Bilateral: manifesta-se nos dois lados do corpo e geralmente surgem em extremidades, como mãos, pés, etc. Nesse caso, há também ciclos de perda de cor e épocas em que a doença se desenvolve, depois há períodos de estagnação. Esses ciclos ocorrem durante toda a vida do paciente, mas com o tempo, a duração dos ciclos e as manchas tendem a ficarem maiores.

Veja também: Por que as tatuagens não saem da pele?

Foto: Reprodução Internetvitiligo
 

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais