Plástico está causando novo tipo de poluição na Ilha da Madeira

Uma crosta formada por plástico está sendo encontrada em rochas do litoral.

O plástico é um material que vem causando cada vez mais preocupações por causa da poluição que causa. Por demorar muitos anos para se decompor, ele acaba se tornando um problema, principalmente para a vida marinha. Para piorar, uma equipe de especialistas descobriu que o material está causando um novo tipo de poluição.

A descoberta, publicada no boletim científico Science of the Total Environment, foi feita em rochas da Ilha da Madeira, em Portugal, e o problema já afeta cerca de 10% da encosta rochosa da região. O material formou uma crosta sobre as pedras e pode ser uma ameaça para a vida de organismos que vivem e se alimentam no local.

Apelidada de “plasticrosta” pelo Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE), esse tipo de poluição, que foi encontrada no local pela primeira vez em 2016, pode explicar como alguns animais marinhos ingerem o plástico.

Veja: Qual a ilha mais poluída do mundo?

Segundo o ecologista marinho Ignacio Gestoso, provavelmente essas crostas se originam do encontro de grandes pedaços de plástico com as rochas, que se fixam nas pedras com a ajuda da força das ondas, de forma parecida com as algas ou líquens.

Foto: Ignacio GestosoA plasticrosta está afetando a Ilha da Madeira, em Portugal.
A plasticrosta está afetando a Ilha da Madeira, em Portugal.

Após fazer análises químicas no material encontrado nas rochas, foi constatado que ele é feito de polietileno, normalmente encontrado em embalagens de alimentos e sacolas plásticas.

Com essa crosta em formação, o plástico pode acabar, ao longo do tempo, substituindo outras coberturas naturais das rochas, fazendo com que o habitat de muitas espécies marinhas simplesmente desapareçam.

Outra descoberta pela equipe de pesquisa do ecologista é que nem todos os animais se importam com a nova poluição. Os burriés, uma espécie de caramujo, cuja alimentação é a base de algas, são encontrados de forma abundante onde a plasticrosta está.

Esse fato leva os pesquisadores a acreditarem que, juntamente com as algas, eles acabam ingerindo o plástico, o que se torna prejudicial a longo prazo. Quando as partículas de plástico entrar nesse tipo de organismo, elas, além de levar poluentes para o corpo do ser vivo, ainda causam um sério bloqueio no sistema digestivo do animal.

Descubra: Por que não podemos descartar o lixo do planeta nos vulcões?

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais