Os cinco lugares mais assustadores do mundo

Conheça os lugares mais sinistros do mundo.

O que é um lugar assustador para você? Um cemitério? Um beco deserto e escuro? Muitos lugares podem nos assustar e nos deixar em pânico. Seja pela aparência, pela falta de iluminação ou por ter histórias terríveis envolvendo o local. E nem sempre ser uma pessoa muito corajosa é o suficiente para não se assustar com lugar nenhum. Todos ficariam temerosos em algum lugar do planeta.

Os cinco lugares a seguir são dignos de colocar medo em qualquer marmanjo.

1 – Catacumbas dos Freis Capuchinhos

Localizado na cidade de Palermo, capital da ilha de Sicília, na Itália, o primeiro local causa inúmeros arrepios. O lugar é macabro e repleto de histórias. Estamos falando das Catacumbas dos Freis Capuchinhos. Ele é uma espécie de cemitério, que inicialmente foi criado para servir de local para manter os corpos dos padres da região, mas posteriormente passou a abrigar também o cadáver de pessoas da elite siciliana. Mais de 8 mil corpos foram sepultados no local e cerca de mil múmias estão expostas para a visitação do público. Os corpos eram embalsamados, para se manterem conservados pelo máximo de tempo possível. É nessas catacumbas que está o corpo de Rosália, menina que morreu aos dois anos e é considerada a múmia “mais linda do mundo”.

Foto: Reprodução InternetCatacumbas dos Freis Capuchinhos

2 – Ilha das Bonecas

O local é conhecido como Xochimilco e fica na Cidade do México. A ilha é um local repleto por bonecas. Durante 25 anos, o lugar teve apenas um morador: Don Julián de Santana Barrera. Segundo uma lenda, o homem encontrou o cadáver de uma menina em um dos canais da ilha, e depois disso, ouvia constantemente gritos, choro e vozes. Buscando se proteger do “espírito” que o perturbava, ele passou a pendurar bonecas no local, como uma forma de agradar o espírito. O homem espalhou tantas bonecas, que é possível encontra-las em todos os cantos da ilha. Por estarem ali expostas ao tempo há muitos anos, muitas bonecas já estão sem partes do corpo, sem olhos, o que torna o local ainda mais assustador. De acordo com a lenda, o homem morreu em 2001, depois de revelar ao sobrinho que nas águas ao redor da ilha, habitava uma sereia que insistia em leva-lo. Dias depois, o sobrinho o encontrou morto na água.

Foto: Reprodução InternetIlha das Bonecas

3 – Colina das Cruzes

A Colina das Cruzes é um dos lugares de peregrinação católica, criada em 1830 e fica em uma colina na Lituânia. O lugar foi construído como forma de homenagear parentes de rebeldes mortos depois de uma revolta contra um czar russo. Mais tarde, ela também passou a ser um símbolo contra o regime comunista. Apesar de ter sido descrita pelo Papa João Paulo II como um lugar de esperança, paz e amor, não é bem isso que sentimos ao visita-lo. O local é repleto de cruzes e crucifixos gigantes, e estima-se que existam cerca de 200 mil exemplares dos mesmos na colina, com tamanhos e formatos diversos.

Foto: Reprodução InternetColina das Cruzes

4 – Floresta de Aokigahara

Localizada no Japão, ela é conhecida como “floresta dos suicídios”. O lugar lembra as florestas sinistras dos filmes de ficção e fica na base do Monte Fuji. Ela é o segundo lugar do mundo onde mais se cometem suicídio, ficando atrás apenas da Ponte Golden Gate, em San Francisco. Anualmente, cerca de 100 corpos são encontrados na floresta. Também são encontrados muitos objetos ritualísticos, pertences de suicidas e até mesmo bilhetes de despedida.

Foto: Reprodução InternetFloresta de Aokigahara

5 – Catacumbas de Paris

Túneis com mais de 200 km de extensão e 20 metros abaixo da cidade de Paris são a “casa” dos restos mortais de aproximadamente de 6 milhões de pessoas. Inicialmente, uma parte do local era usado como abrigar ossos retirados dos cemitérios da cidade, que estavam lotados, sem capacidade para receber mais corpos. A falta de espaço para enterrar os mortos começou a se tornar um problema, pois resultava em cadáveres se decompondo ao ar livre, prejudicando o ar, a aparência e a saúde da população. Então, durante a noite, os ossos mais antigos eram levados para os túneis, passando por uma espécie de ritual. Hoje, é possível visitar algumas partes do local e encontrar os ossos empilhados de forma organizada.

Foto: Reprodução InternetCatacumbas de Paris

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais