Onde ficava o Jardim do Éden?

Você consegue imaginar onde ficava o Jardim do Éden, paraíso criado por Deus para o homem habitar? Confira!

Provavelmente, você já ouviu a respeito do Jardim do Éden, sobre a história de Adão e Eva e como Deus criou todo o universo. Lugar também chamado de paraíso, o Jardim do Éden foi onde Deus deu início a vida humana e criou, através da terra, o primeiro homem do planeta: Adão. É neste paraíso que Deus conta detalhadamente como criou o Universo e como o pecado passou a existir.

Saber onde ficava o paraíso citado na Bíblia desperta o interesse e curiosidade de estudiosos até hoje.  Descrito como um lugar sinônimo de perfeição e beleza, a Bíblia não revela a localização exata do jardim, mas deixa diversas pistas sobre onde ele ficava. A descrição mais clara, está em Gênesis 2:10-14:

"E saía um rio do Éden para regar o jardim e dali se dividia, repartindo-se em quatro braços. O primeiro chama-se Pisom; é o que rodeia a terra de Havilá, onde há ouro. O ouro dessa terra é bom; também se encontram lá o bdélio e a pedra de ônix. O segundo rio chama-se Giom; é o que circunda a terra de Cuxe. O nome do terceiro rio é Tigre; é o que corre pelo oriente da Assíria. E o quarto é o Eufrates." 

Uma primeira observação, é que o jardim era apenas uma parte do Éden, localizado ao leste. No livro de Ezequiel, o Éden é citado sendo localizado na região da Babilônia. Os estudos apontam que o Jardim do Éden ficava onde hoje é a Mesopotâmia, ao Leste.

Um indício que aponta a localização do jardim sendo a Mesopotâmia é a terra do local, que é avermelhada. Segundo a Bíblia, Deus criou Adão do pó da terra, e no hebraico, a palavra Adão significa justamente “vermelho”.

Analisando os rios, temos dois rios bem conhecidos, o Tigre e o Eufrates, que existem até os dias atuais, na Mesopotâmia (Oriente Médio). Os rios Giom e Pison não são tão conhecidos e não existem mais, mas uma imagem de satélite consegue os localizar na mesma região.

Foto: Reprodução InternetJardim do Éden
Jardim do Éden

Outro fato curioso, que confirma ainda mais a hipótese de localização do jardim, é a quantia de petróleo na região. O petróleo é formado a partir da decomposição de animais e plantas, que vão sendo soterrados com o passar de milhares de anos. O jardim era rico em animais e vegetação, que foram destruídos e enterrados com o dilúvio. Possivelmente, o petróleo da região é resultado da decomposição do jardim, que acontece por milhares de anos.           

Dificilmente se terá certeza de onde exatamente ficava o Jardim do Éden, pois mudanças climáticas e geográficas alteraram parte do local. Provavelmente o local foi destruído quando aconteceu o dilúvio, de Noé. Mas, muitas evidências histórico-geográficas, além de apontar a região, confirmam que o jardim tenha existido um dia.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais