Oito curiosidades sobre a série La Casa de Papel

É fã da série espanhola? Veja algumas curiosidades sobre ela!

Para os fãs de La Casa de Papel, temos aqui oito curiosidades sobre essa série espanhola, que conquistou diversos expectadores.

1 – A série fez mais sucesso em outros países do que na Espanha

La Casa de Papel conquistou muitos espanhóis e a série chegou a ser indicada para alguns prêmios, porém, a audiência foi muito maior em países como Brasil, Argentina e França, que fizeram a série ficar por cinco semanas no ranking das mais maratonadas do aplicativo TV Time.

2 – A série não é uma produção da Netflix

Apesar de ser exibida na plataforma, a série foi criada por Álex Pina para um canal de TV espanhol e estreou em maio de 2017. A Netflix adquiriu os direitos de exibição e a produção entrou para a listagem do site. Porém, os episódios foram reeditados antes de irem ao ar. Os capítulos originais possuíam mais de uma hora de duração e foram transformados em episódios um pouco menores, com cerca de 50 minutos.

3 – A música “Bella Ciao” foi um símbolo da resistência italiana

A música, que é cantada pelo grupo de ladrões, foi composta no século 19 por camponeses do norte da Itália, que a cantavam contra a opressão que sofriam de seus patrões. Versões dessa música ainda foram ouvidas na Primeira e Segunda Guerra Mundial e em 2015, quando o partido de esquerda venceu as eleições na Grécia.

4 – Personagem de Natalie Portman em O Profissional inspirou visual de Tóquio

No longa de 1994, Natalie Portman interpreta Mathilda, uma garota protegida por um assassino profissional e que deseja vingar a morte da família.

5 – A Casa da Moeda é uma mistura de três prédios

Na trama, a história se passa principalmente na Casa da Moeda (Fábrica Nacional de Moneda y Timbre – Real Casa de la Moneda).  Porém, o espaço que aparece na série não é a sede do órgão, que fica em Madri.

Na Casa da Moeda da ficção, a fachada é, na verdade, a do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC). Para reproduzir o local onde acontece a produção de dinheiro, foi utilizado as prensas do jornal ABC. As demais partes foram gravadas em uma locação na redondeza da cidade.

6 – Por que tanto vermelho?

Você já reparou como a cor vermelha é destacada na série? E não é somente no macacão dos personagens. A cor aparece em diversas peças de roupas, placas e objetos. O motivo é que, segundo do diretor de fotografia do programa, o vermelho traz força e intensidade.

7 – O nome de alguns personagens foi alterado

Na série original, Oslo, Nairóbi e Moscou se chamariam Valência, Chernobil e Camarões. Os nomes originais viraram códigos na segunda versão da série.

8 – A doença que Berlim possui não existe na vida real

Na ficção, o personagem Berlim é portador de uma doença chamada miopatia de Helmer. Na vida real, essa doença não existe (não com esse nome). Se fosse na vida real, o que parece é que ele teria um distúrbio genético chamado miopatia mitocondrial, que causa a perda progressiva da força muscular.

Foto: Reprodução InternetLa Casa de Papel

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais