O que significa “Direitos Humanos”?

A pergunta pode parecer simples de responder, mas acredite, não é tão fácil assim!

Sim, a pergunta pode parecer ridícula, óbvia, idiota, estúpida, ignorante ou seja lá o que for. Mas, acredite: mais do que nunca é necessário pesquisar com cuidado e responder a esse questionamento. Afinal, o que é direitos humanos?

Antes que algum “leitor” chame o Dr. Curioso de esquerdopata, mortadela, defensor de bandido e etc, leia o nosso texto até o final para entender melhor do que se trata esse tema tão importante e tão mal interpretado.

Esse assunto veio à tona fortemente depois do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco. Ela foi executada exatamente por ser uma mulher que lutava pelos direitos humanos, independente de credo, classe social, raça ou gênero.

Vamos lá: direitos humanos constituem a base da nossa constituição federal de 88. Direito a vida, à propriedade privada, direito à nacionalidade, a liberdade de expressão, direito de voto, direito ao trabalho, à educação, à saúde. Tudo isso são DIREITOS HUMANOS.

Muitos radicalistas confundem, pois normalmente quem defende os direitos humanos, defende a maioria que não tem garantido seus direitos humanos. Sim, o morador de comunidade. Aquele que não tem acesso à educação de qualidade. Que não tem emprego. Que não tem o direito de andar na rua sem medo de ser abordado só e simplesmente por suas características físicas. São essas pessoas que tem seus direitos humanos roubados, oprimidos e não os juízes federais que fazem greve por seus auxílios-moradia.

Lutar pelos direitos humanos é lutar por uma sociedade melhor, onde o Estado cumpre verdadeiramente seu papel de fazer valer o que está na constituição.

A resolução da ONU sobre direitos humanos pode se resumir na seguinte frase:  "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade."

É impossível resumir em um pequeno texto o que é e do que se trata, mas é possível ao menos aguçar a vontade de pesquisa de todos para ter mais conhecimento sobre esse assunto tão importante e tratado com tanto ódio na internet como se direitos humanos só existissem para defender bandido. Todos nós somos humanos, tanto eu que estou escrevendo esse texto, quanto vocês que estão lendo.

Foto: Reprodução InternetDireitos humanos

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais