O que são palíndromos?

Essas palavras podem ser usadas por escritores para divertir os leitores e prender a atenção.

As palavras são a principal forma de comunicação entre as pessoas, sejam elas escritas ou faladas. E, o universo das letras é cheio de curiosidades, de palavras com significado estranho, com escrita engraçada, etc. Uma forma de classificação das palavras são os palíndromos.

Palíndromos são palavras, frases ou até mesmo números que podem ser lidas de frente para trás e de trás para frente da mesma forma. Eles também podem ser chamados de anacíclicos. Ao contrário da escrita “normal”, eles não levam em consideração os acentos e pontuação para serem considerados válidos, além de não precisarem necessariamente fazer algum sentido.

A palavra palíndromo vem da junção de duas palavras gregas, palin (de novo, com repetição, em sentido inverso) e dromo (caminho, curso, pista). Ou seja, seu significado é algo como “um caminho percorrido novamente”.

Alguns dos exemplos mais conhecidos são as frase “Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos” e “Roma é amor”. Outras palavras são muito famosas também, como ovo, arara e o nome Ana.

Quando o assunto é números, eles recebem o nome de capipuas. Um exemplo de palíndromo é a data 9/10/2019. Se invertermos a ordem numérica, teremos o mesmo dia. De acordo com o professor Thales Graça, com cinco algarismos é possível criar 900 combinações diferentes de palíndromos.

Uma das palavras mais curiosas nesse meio é a “aibofobia”. O significado dela é irônico: fobia de palíndromo. Cômico, não?!

Na Língua Portuguesa, a quantia de palíndromos é limitada, pois muitas das palavras terminam com as consoantes L, M, R e S. Em outras línguas, como Inglês, é possível fazer combinações com todas as letras do alfabeto.

Exemplos de palíndromos

Entre todos os palíndromos, existe um que é considerado perfeito. O motivo é que ele pode ser lido da mesma forma não somente quando é invertido, mas também de cima para baixo e de baixo para cima. Trata-se da frase em latim “sator arepo tenet opera rotas”, que em português significa “o lavrador diligente conhece a rota do arado”.

Veja também algumas palavras que se encaixam de forma individual nessa classificação: salas, ralar, socos, reviver, osso, mirim, reter, saias e, o maior da Língua Portuguesa: omissíssimo (do verbo omitir).

Entre as muitas frases, podemos encontrar “a cara rajada da jararaca”, “a mala nada na lama”, “a grama é amarga”, etc.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais