O que não fazer ao visitar um recém-nascido?

Veja essas dicas e evite erros na hora de visitar um bebê recém-nascido.

Que os bebês são as coisas mais fofas do mundo, disso ninguém tem dúvidas. Sempre que um casal de conhecidos, amigos ou parentes nos dá a notícia do nascimento de um filho, a alegria contagia e nossa primeira reação é querer conhecer a criança. E quando conhecemos, na maioria das vezes, nossa vontade é de esmagar de tanto abraçar, não é mesmo?

Porém, nem tudo deve ser feito durante uma visita a um bebê recém-nascido, seja ele filho de um casal da família ou não. Devemos lembrar que os primeiros dias de vida de um bebê são algo muito importante para os pequenos, pois são os primeiros dias em um mundo totalmente novo para eles. É o período em que eles se adaptam ao novo ambiente, aos familiares e a nova rotina de sua vida.

Foto: Reprodução internetbebê

Veja agora oito coisas que você não deve fazer quando visitar um recém-nascido.

Aparecer de surpresa: Avise aos familiares sobre sua intenção de visitar o bebê e combine o dia e horário que essa visita irá acontecer. Aparecer de surpresa é uma péssima ideia, pois pode atrapalhar os pais com o bebê. Sempre veja a disponibilidade da família em receber uma visita.

Atrapalhar os primeiros dias: Se você não é tão próximo da família, deixe para visitar o bebê somente depois do primeiro mês. Os primeiros dias são cansativos para os pais e para a criança. Deixe o escasso tempo de visita (principalmente na maternidade) para as pessoas mais próximas ao casal. Além disso, quando for visitar, evite levar crianças com você. Elas provavelmente estarão tão ansiosas para pegar o bebê, que não saberão entender quando você pedir pra ela não fazer algo, e poderão estressas tanto o bebê quando a mãe.

Demorar na visita: Seja rápido quando visitar o bebê. Uma visita de cerca de 20 minutos já está de bom tamanho. Essa dica é importante pois, quando recém-nascidos, a rotina com o bebê costuma ser corrida, afinal, amamentar, colocar pra dormir, dar banho, trocar o bebê e cuidar de si mesmo não é algo fácil para as mães nos primeiros dias de vida do filho.

Acordar o bebê: Jamais peça para os pais acordarem a criança. Claro que queremos ver os bebês acordados e fazer uma graça com ele, mas atrapalhar o sono do pequeno está fora de cogitação. O sono do recém-nascido é algo sagrado para os pais, pois é o tempo que eles tem para descansar um pouco, antes dele acordar novamente.

Foto: Reprodução internet/Ana Kobashibebê

Recusar ajudar: Se você é próximo ao casal, se ofereça para ajudar com o bebê e principalmente, com as rotinas da casa, como estender roupas, ou até mesmo ficar com o bebê para a mãe poder tomar banho com mais calma. Se os pais pedirem sua ajuda, esteja disposto a auxilia-los no que for preciso. Se você puder se oferecer, melhor ainda, pois demonstrará sua preocupação com a família.

Beijar o bebê e descuidar da higiene: Por mais que nossa vontade seja encher o bebê de beijos, devemos ter paciência. Nos primeiros dias, o sistema imunológico da criança ainda está se desenvolvendo e não consegue proteger totalmente o bebê de vírus e bactérias, podendo contrair alguma infecção. Além disso, lembre-se de higienizar muito bem as mãos antes de encostar-se ao bebê e, caso você esteja doente, deixe a visita para outra ocasião.

Atrapalhar a amamentação: Assim como o sono, a alimentação do bebê é sagrada. Não atrapalhe esse momento, e se preciso, retire-se do ambiente, como forma de respeitar a privacidade. O momento da amamentação é um dos mais importantes, pois a criança reforça ainda mais seu contato e laços com a mãe.

Dar palpites: Se os pais do bebe não pedirem sua opinião, fique na sua. Os palpites somente são bem vindos quando são solicitados, e ainda assim, é preciso usar o bom senso antes de dizê-los aos pais. Lembre-se que nesses dias, um conselho indesejado pode deixar a mãe insegura e frustrada, principalmente se for seu primeiro filho. Deixe para pessoas mais próximas, como os avós, o papel de dar opiniões a respeito dos cuidados com o bebê.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais