O que é o Talibã e quais seus objetivos?

Inicialmente, grupo terrorista surgiu com o objetivo de pacificar o Afeganistão e impor sua própria lei islâmica.

O Talibã surgiu no ano de 1994 e foi criado pelo líder Mullah Mohammad Omar, durante a guerra civil que acontecia no Afeganistão. Esse grupo terrorista teve origem nas tribos que habitavam na região da fronteira com o Paquistão.

Grande parte dos membros que formaram o Talibã faziam parte dos pashtun, povo conhecido por ter lutado contra o imperialismo britânico e a invasão soviética e também por combater a intervenção que autoridades ocidentais tentam fazer na região.

No ano de 1997, o grupo conquistou o controle do país, ato que foi comemorado por boa parte da população. O motivo do apoio popular é que a organização conseguiu estabelecer a paz no território do Afeganistão, combateu a corrupção e contribuiu com o desenvolvimento comercial através da melhoria das estradas.

Inicialmente, o grupo tinha como objetivo principal a pacificação do território nacional e restaurar a segurança da população. Outra ideia do grupo era impor para a população uma versão própria da lei islâmica, chamada de Xaria.

O problema é que, com o passar do tempo, o Talibã se tornou extremamente rígido e passou a atuar de forma violenta, como, por exemplo, fazendo execuções em praça pública. A censura também passou a ganhar espaço com a proibição do cinema, música e TV.

O controle do país durou até o dia 11 de setembro, quando os EUA foram vítimas de um ataque terrorista realizado pela Al-Qaeda, outro grupo existente no país. O Afeganistão então foi invadido por tropas norte-americanas, sob a alegação de que o Talibã estaria protegendo Osama Bin Laden, responsável pelos atentados.

Porém, o poder não foi perdido totalmente. O grupo, de forma clandestina, ainda conseguia controlar cerca de 90% do país. Atualmente, o território sob domínio da organização é de cerca de 20%.

Foto: A. MAJEED (AFP)O Talibã é um grupo terrorista que atua no Afeganistão e Paquistão.
O Talibã é um grupo terrorista que atua no Afeganistão e Paquistão.

Apesar de não ter envolvimento direto com o atentado as Torres Gêmeas, o Talibã foi o responsável por um ataque que também se tornou muito conhecido. Em outubro de 2012, o grupo baleou a estudante Malala Yousafzai no momento em que ela saia da escola. Na época, ela tinha apenas 15 anos, mas já era conhecida por lutar pela educação de meninas e adolescentes.

Com todas as reviravoltas ocorridas no país e no grupo, hoje os objetivos são um pouco diferentes. Agora liderado por Mullah Haibatullah Akhunzada, suas lutas visam, além de recuperar o território nacional, expulsar os EUA e a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) do país.

O grupo ainda atua no Paquistão, mas no local é conhecido como Tehrik-i-Taliban Pakistan.

Relação entre Talibã e Al-Qaeda

Os dois grupo terroristas, ambos do Afeganistão, inicialmente eram grandes rivais. Porém, em 1996, um encontro entre os líderes Mullah Mohammad Omar e Osama Bin Laden uniu as duas frentes, que firmaram uma parceria.

Porém, apesar da aliança entre os dois grupos, eles possuem grandes diferenças, como o local onde os ataques são realizados. Enquanto a Al-Qaeda faz atentados em outros locais do mundo, o Talibã só atua em sua região.

Outra diferença é quanto aos membros que formam cada organização. As pessoas lideradas por Mohammad Omar são de tribos afegãs, enquanto as comandadas por Bin Laden, são árabes.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais