O que é o Sábado de Aleluia?

Conforme o calendário dos feriados religiosos do Cristianismo, o Sábado de Aleluia é o primeiro dia após a crucificação e morte de Cristo.
Foto: Reprodução InternetSábado de Aleluia

Conforme o calendário dos feriados religiosos do Cristianismo, o Sábado de Aleluia é o primeiro dia após a crucificação e morte de Cristo.

Em outras regiões do mundo, como nas Filipinas (um país de massa católica), o dia é conhecido por outro nome: “Sábado Negro”.

 Essa data faz parte da semana santa, um período com muitas datas simbólicas. Também conhecido como “Vigília Pascal”, significa que este foi o tempo que as pessoas se uniram para orar e esperar a ressurreição de Cristo. A celebração da vigília acontece durante toda a madrugada que antecede o domingo de páscoa. Essa data é móvel podendo cair em qualquer dia entre 21 de março a 24 de abril.

Outro momento importante deste dia é o acendimento do Círio Pascal, uma vela que representa a luz de Cristo e que é utilizada pelas igrejas cristãs do ocidente. Todo ano no período de Páscoa é aceso um novo círio pascal. Na vela estão cravejados as letras Alfa e Ômega, que traduzidos do grego significam: Deus é o princípio e o fim de tudo.

No sábado ocorre a conhecida “Malhação” ou queima de Judas que faz menção à a morte de Judas, discípulo que traiu Jesus Cristo. Conforme a tradição popular, as pessoas customizam bonecos de pano que representam Judas. Em seguida reúnem-se para simular a morte dele de diversas formas, como por exemplo, enforcado em arvores ou queimado fogueiras.

Em um período anterior a 1970, no Sábado de Aleluia os católicos romanos praticavam jejum, onde era expressamente proibido comer carne vermelha. Então, consumia-se peixe, porém em quantidades limitadas. 

Também é comum em alguns lugares a “Celebração das Dores de Maria”, que ocorre no sábado pela manhã. Este é o momento da “hora da mãe”, uma passagem de apenas recordação, não acontece missa.

Para as pessoas que realmente vivenciam a Páscoa em sua essência, o Sábado de Aleluia é um dos momentos mais especiais, de pura reflexão sobre a morte daquele que deu origem à maior religião do mundo.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais