O que é o lúpus?

Saiba mais sobre essa doença autoimune, que atinge muitas pessoas.

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Lúpus, uma doença autoimune que não tem cura. Esse tipo de problema de saúde acontece quando o sistema imunológico ataca os tecidos saudáveis do corpo por engano. Atualmente, são conhecidas mais de 80 doenças autoimunes, e o lúpus está entre as que merecem mais atenção.

O lúpus eritematoso sistêmico, como é chamado oficialmente, pode atingir principalmente a pele, rins, articulações e o cérebro, mas também pode se manifestar nas demais partes do corpo. Essa doença atinge qualquer pessoa, independente de sexo e idade, porém, a maioria dos casos conhecidos é entre as mulheres.

Os sintomas mais comuns do lúpus são: fadiga, febre, dor nas articulações, rigidez muscular, inchaço, vermelhidão na face, lesões na pele, dificuldade para respirar, dor no peito, sensibilidade à luz do sol, dor de cabeça, queda de cabelo, feridas na boca, desconforto geral, entre outros, que podem variar de acordo com a região do corpo onde a doença se manifesta.

Essa doença não tem cura, apenas tratamento, que serve como uma forma de controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

A doença, quando existe de forma branda, pode ser tratada com anti-inflamatórios não esteroides para artrite e pleurisia, protetor solar para as lesões na pele, corticoide típico para pequenas lesões cutâneas e uma droga antimalárica. Quando ocorre de forma grave, o tratamento inclui alta dosagem de corticoides e drogas citotóxicas, que são aquelas que bloqueiam o crescimento celular.

A jovem Evelin Predes, de 23 anos, é portadora da doença. Nela, os sintomas se manifestam na pele e nas articulações. Ela faz tratamento constante para conseguir conviver com o lúpus.

“As dores são a pior parte. Para conviver com o lúpus, eu preciso fazer tratamento com o médico reumatologista de forma permanente.”

Foto: Reprodução InternetLúpus
 

Tipos

Existem quatro tipos diferente de lúpus. Confira abaixo cada um deles.

Lúpus discoide: Atinge a pele, resultando no aparecimento de lesões cutâneas avermelhadas, normalmente no rosto, nuca e couro cabeludo.

Lúpus sistêmico:É o mais comum, ocorrendo em diversos órgãos do corpo. Os sintomas para esse tipo dependem da região que ele se manifesta.

Lúpus induzido por drogas:É resultado do uso de alguns medicamentos, podendo provocar inflamações temporárias, que desaparecem quando o medicamento não é mais utilizado.

Lúpus neonatal: Afeta os filhos de mulheres com lúpus. A criança apresenta lesões cutâneas ao nascer, problemas no fígado ou número baixo de células sanguíneas, porém, com o tempo, esses sintomas desaparecem por completo.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais