O que é o Dia da Consciência Negra?

A data foi criada para lembrar um dos escravos mais importantes e conhecidos no país: Zumbi dos Palmares.

No dia 20 de novembro, o calendário brasileiro faz uma homenagem ao Dia da Consciência Negra. A data foi criada para lembrar um dos escravos mais importantes e conhecidos no país: Zumbi dos Palmares. Sua fama surgiu por ele ter sido o líder do Quilombo dos Palmares.

A data foi criada em 2003 e incluída no calendário escolar. No âmbito nacional ela surgiu em 2011, através da lei nº 12.519, de 10 de novembro. A partir de então, mais de mil cidades brasileiras decretaram esse dia como feriado.

O objetivo dessa data é fazer com que as pessoas reflitam sobre a importância da inserção dos negros na cultura e na sociedade brasileira. Grande parte da cultura brasileira existente hoje foi influenciada pelos escravos trazidos da África há muitos anos atrás.

O Dia da Consciência Negra ainda visa abordar temas como o combate ao racismo, discriminação, igualdade social e também sobre a valorização da cultura africana.

Foto: Reprodução InternetZumbi dos Palmares foi o líder de quilombo mais conhecido.
Zumbi dos Palmares foi o líder de quilombo mais conhecido.

Quem foi Zumbi dos Palmares?

Zumbi foi um negro que nasceu livre em Alagoas, no ano de 1655. Porém, entre os seis e sete anos de idade, ele foi escravizado. Ele foi entregue a um padre católico, de quem recebeu o nome de Francisco. Durante esse período, ele foi batizado, aprendeu a Língua Portuguesa, recebeu ensinamento católico e até ajudou o padre durante a celebração das missas.

Quando fez 15 anos, Zumbi decidiu que queria morar no quilombo, vivendo livre e seguindo sua cultura original. Em 1675, o quilombo é atacado por soldados portugueses e ele se destaca entre os guerreiros a defenderem o local.

Cinco anos depois, quando estava com 25 anos, ele se torna o líder do quilombo dos Palmares, se tornando um dos símbolos da resistência contra as tropas do Governo e contra a escravidão. O quilombo ficava na região da Serra da Barriga (hoje pertencente ao município de União dos Palmares, no Alagoas).

Durante o período em que o local esteve sob sua liderança, a população alcançou os 30 mil habitantes. Naquela época, os quilombos eram um local de refúgio para os negros, onde eles podiam viver livres e seguindo seus costumes e cultura africana, sobrevivendo daquilo que produziam.

A luta de Zumbi terminou em 20 de novembro de 1695, depois de uma batalha intensa organizada pelo bandeirante Domingos Jorge Velho em 1964. Depois de ver a sede do quilombo ser destruída, ele conseguiu fugir mesmo ferido. Porém, um de seus companheiros de batalha o trai e o entrega para os bandeirantes, que o degolam.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais