O que é o Chester, ave que se tornou tradição nas ceias de natal?

O Chester foi lançado pela Perdigão em 1982, para concorrer com o peru de natal da Sadia.

As festas de fim de ano estão chegando, e com elas, muitas comidas tradicionais da época, sejam doces ou salgadas. Entre elas, está o chester, muito apreciados nas ceias natalinas. O que poucas pessoas sabem é o que é o Chester e qual a diferença dele para o peru. Seria apenas um nome mais bonito para a popular galinha recheada?

Na verdade, o Chester é um tipo de frango, que possui algumas diferenças do que compramos no dia a dia. Ele possui menos gordura que as outras aves e também tem coxas e peitos bem rechonchudos. Obviamente, ele possui mais carne que a galinha comum.

Foto: Blog Tudo GostosoO Chester é uma ave comercializada pela empresa Perdigão.
O Chester é uma ave comercializada pela empresa Perdigão.

Essa espécie de frango é chamada de Gallus gallus e foi geneticamente modificada, sendo uma mistura de 11 linhagens escocesas e foi trazida dos EUA para o Brasil em 1979, pela Perdigão. Na época, a empresa trouxe esse tipo de ave para o país para concorrer com o famoso peru de natal da Sadia.

Por que o natal na Rússia é comemorado em janeiro? Descubra!

Após três anos de planejamento e desenvolvimento, em 1982, o Chester foi lançado pela marca. A ideia era ter um animal magro, porém com muita coxa e peito. O resultado é que 70% de toda a carne da ave estão localizadas nessas duas partes do corpo.

Na época, a granja onde os animais foram criados ficava na cidade catarinense de Tangará, em meio a uma reserva de araucárias, “protegida” de especulações e também de contaminação. Até hoje, a ave é exclusiva da marca, pois isso é praticamente impossível encontrar ovos de Chester ou vê-la viva.

Foto: Divulgação/BRFApós muitas especulações sobre a aparência da ave, a Perdigão divulgou uma foto do animal.

Chester x Peru

A diferença entre as duas aves, além da genética, está na forma de criação e tempo de abate. No caso do peru, essa possui em média 60 centímetros e 4,3 kg, enquanto o Chester pesa 4 kg, medindo o mesmo tamanho.

O tempo de criação também é diferenciado. O peru é abatido com 12 semanas de vida, enquanto o Chester leva apenas sete semanas para estar pronto para ser vendido.        

Veja também: Dicas para não exagerar nas ceias de fim de ano

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais