O que é a Ebola?

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 90% dos casos da doença são fatais, devido sua gravidade.

Os vírus são responsáveis pelo surgimento de muitos problemas de saúde, e a Ebola é uma delas. Por se propagarem de forma fácil, os vírus conseguem atingir um grande número de pessoas rapidamente. Há alguns anos, um grande surto da doença afetou diversos países africanos e causou a morte de pelo menos 10 mil pessoas.

No caso da Ebola, a doença é transmitida por um vírus que leva o mesmo nome. Esse vírus é nativo da África e costuma causar grandes surtos no continente. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 90% dos casos da doença são fatais, devido sua gravidade.

O vírus que provoca a doença foi descoberto em 1976 em primatas (macacos, chipanzés, etc) que vivem em países africanos. Pesquisas apontam que o principal hospedeiro do vírus Ebola é o morcego, que transmite para os demais animais. Ele ganhou esse nome devido ao descobrimento dela ter ocorrido próximo ao Rio Ebola.

Quando um humano entra em contato com fluídos corporais, sangue ou tecidos do animal infectado, ele pode ser contaminado. Entre as pessoas a doença se espalha da mesma forma. Normalmente, os mais afetados são os parentes dos infectados, pois não dispõem da proteção necessária para lidar com tais pacientes.

O principal sintoma da Ebola é a febre hemorrágica. Ela causa sangramento nos órgãos internos da pessoa, o que exige um tratamento rápido e suporte intensivo. Outros sinais de que uma pessoa foi infectada são diarreia, cefaleia, fraqueza, dor abdominal, vômito, inapetência e odinofagia. Os pacientes só se tornam contagiosos depois que os sintomas começam a aparecer.

Quando uma pessoa é identificada com a doença (a comprovação ocorre através de exames de sangue), após a cura, ela se torna imune ao vírus Ebola. O tratamento consiste em combater os sintomas e estabilizar o paciente. Até o momento, ainda não existe um tratamento específico para combater o vírus, porém, a boa notícia é que estudos e testes já estão sendo desenvolvidos para esse fim.

Quando a doença chega ao nível mais grave, normalmente o paciente vai a óbito na segunda semana após o aparecimento dos sintomas e estão ligados à instabilidade hemodinâmica, colapso circulatório, coagulação intravascular disseminada e infecções bacterianas.

É importante destacar que a doença não se propaga pelo ar e que, normalmente, os surtos acontecem apenas em países africanos.

Aprenda também: O que é a Síndrome de Savant?

Aprenda também: Qual o alimento com mais vitaminas que existe?

Foto: Reprodução InternetA Ebola é ocasionada por um vírus e pode causar a morte.
A Ebola é ocasionada por um vírus com o mesmo nome e pode causar a morte.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais