O que é a doença ceratocone?

Essa doença atinge cerca de 2% da população brasileira e costuma aparecer durante a infância, adolescência ou começo da vida adulta.

Alguns problemas e doenças oftalmológicas são bastante comuns e conhecidas, como a conjuntivite e a catarata, por exemplo. Porém, existe um problema que pode ocorrer nos olhos e que precisa ser tratado rapidamente, chamado ceratocone.

Essa problema atinge cerca de 2% da população brasileira e costuma aparecer durante a infância, adolescência ou começo da vida adulta. Ela afeta a córnea, tornando a visão embaçada e irregular. Apesar de poder afetar os dois olhos ao mesmo tempo, isso pode acontecer de forma diferente em cada um, pois a doença é bilateral e assimétrica.

Dormir pouco e dormir demais aumenta o risco de morte

Foto: Hospital dos OlhosO ceratocone afeta a córnea e deixa a visão distorcida.
O ceratocone afeta a córnea e deixa a visão distorcida.

Quando não recebe o tratamento adequado, o ceratocone vai progredindo de forma lenta, até chegar ao ponto de distorcer a visão mesmo com o uso de óculos.

Quando esse problema afeta a córnea, ela tem sua aparência alterada, pois a mesma se projeta para frente, adquirindo um formato semelhante ao cone. Como ela é a responsável pela refração (mudança de direção da luz quando entra nos olhos) a luz entra de forma diferente, causando a distorção das imagens.

Os motivos exatos do aparecimento dessa doença não são exatos, mas sabe-se que parte da população possui defeitos em um gene. Essa falha no DNA possibilita o desenvolvimento do ceratocone, mas não necessariamente causa a deformação. Alguns estímulos externos, como apertar os olhos ou coça-los frequentemente também contribuem para o problema.

Apesar de ser rara, as pessoas devem ficar atentas, pois ela é hereditária. Além da perda de visão, outros sintomas da doença são sensibilidade à luz, comprometimento da visão noturna, visão dupla (diplopia), formação de múltiplas imagens ao mesmo tempo (poliopia) e halos ao redor das fontes de luz. Como a maioria das doenças oftalmológicas, a ceratocone pode causar dores de cabeça.

O desenvolvimento do ceratocone normalmente acontece em quatro fases:

Inicial: os sintomas são leves e podem ser corrigidos com o uso de óculos.

Segunda fase: um astigmatismo mais elevado pode ser observado e óculos já não são mais suficiente. Neste caso, faz-se uso de lentes de contato para corrigir a visão.

Terceira fase: a córnea já está bastante saliente, irregular e comprometida. Em alguns casos, é preciso adaptar uma lente gelatinosa por baixo de uma lente rígida, com o objetivo de proteger a córnea.

Quarta fase: a lente não consegue mais corrigir o problema e a visão já está bastante opaca. Quando está nesse estágio, o transplante de córnea é a solução mais indicada.

A forma de prevenir a doença ainda não foi descoberta, mas recomenda-se que hábitos como coçar os olhos sejam evitados e consultas ao oftalmologista sejam feitas, pelo menos, uma vez ao ano.

Aprenda também: O que é a Síndrome de Burnout?

Foto: Reprodução InternetO ceratocone é uma doença rara e hereditária.
O ceratocone é uma doença rara e hereditária.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais