Ditados populares que você nem imagina que fala errado

Por serem antigos, eles são repassados por gerações e, consequentemente, sofreram modificações, sejam propositais ou simplesmente por uma falha na hora de entende-lo.

Os ditados populares já fazem parte do nosso vocabulário. Diariamente, passamos por situações onde eles são citados. Por serem antigos, eles são repassados por gerações e, consequentemente, sofreram modificações, sejam propositais ou simplesmente por uma falha na hora de entendê-lo.

As expressões criadas ao longo dos anos são variadas e existem para inúmeros casos diferentes. Porém, alguns deles, nós aprendemos errado. Confira abaixo alguns ditados populares que a grande maioria das pessoas fala de forma incorreta e nem sabe!

ERRADO: "batatinha quando nasce, esparrama pelo chão"
CERTO: "batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão"

ERRADO: "Cuspido e escarrado"
CERTO: "Esculpido em Carrara" (Carrara é um tipo de mármore)

ERRADO: "Quem não tem cão, caça com gato"
CERTO: "Quem não tem cão, caça como gato" (Ou seja, sozinho)

ERRADO: "São ossos do ofício"
CERTO: "São ócios do ofício"

ERRADO: "Quem tem boca vai a Roma"
CERTO: "Quem tem boca vaia Roma"

ERRADO: "Hoje é domingo, pé de cachimbo"
CERTO: "Hoje é domingo, pede cachimbo"

ERRADO: "esse menino não para quieto, parece que tem bicho carpinteiro"
CERTO: "esse menino não para quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro"          

ERRADO: "cor de burro quando foge"
CERTO: "corro de burro quando foge"

Algumas pessoas afirmam que o ditado "Quem pariu Matheus que balance” também está incorreto e que o certo é “Quem pariu mantém e balance". Porém, não encontramos a confirmação da veracidade dessa informação. Porém, assim como a correção de outros ditados acima, faz sentido, né?!

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais