Dia da Mentira... Como ele surgiu?

Você com certeza já pregou aquela mentirinha pelo menos uma vez no dia 01 de abril! Mas, como essa data foi criada?
Foto: Reprodução InternetDia da Mentira

O dia 1º de abril é considerado por muito o Dia da Mentira. O surgimento do Dia da Mentira tem relação com o Ano Novo francês. No século 16, o ano novo na França era comemorado do dia 25 de março até o dia 01 de abril. Uma semana de muita festa e comemorações! No ano de 1564 o rei Carlos IX resolveu alterar a data de comemoração do ano novo, adotando a mesma data do calendário gregoriano: 01 de janeiro (anteriormente, o calendário utilizado pela população era o calendário juliano, criado por Júlio César no século I a.C.). Essa mudança no calendário também alterou outras datas comemorativas.

Muitas pessoas criaram certa resistência para aceitar a nova data, e algumas simplesmente demoraram a se acostumar, e continuaram a comemorar da maneira antiga, com uma semana de festas.  Essas pessoas passaram a ser ridicularizadas e serem alvos de deboche do resto da população. Eles eram chamados de “bobos de abril” e recebiam cartões e presentes esquisitos, e convites para festas que não existiam.

Surgiu então o hábito de pregar peças nas pessoas na França, e com o tempo, essa brincadeira começou a se espalhar pelo mundo e permanece até hoje. Um dos motivos que ajudaram a propagar o Dia da Mentira pelo mundo foi quando, em 1582, o Papa Gregório XIII publicou a bula Inter gravíssimas, instituindo de maneira oficial o calendário gregoriano em todos os países de cultura católica.

Caso famoso

No Brasil, um dos casos que mais ganhou repercussão no dia da mentira, foi quando a morte de Dom Pedro II foi noticiado. Aconteceu em 1º de abril de 1848, pelo periódico pernambucano “A Mentira”.  O caso ganhou grandes proporções e o veículo de notícias precisou explicar a brincadeira e desmentir a morte dois dias depois. A verdade é que Dom Pedro II só faleceu em 1891, na França.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais