De que eram feitos os papiros egípcios usados antigamente?

Graças aos papiros, muitas informações da história da civilização foram preservadas. Saiba como era produzido esse tipo de papel.

Uma parte da história da civilização do planeta é conhecida graças aos registros feitos em papiros. Historiadores, arqueólogos e pesquisadores já encontraram inúmeros rolos de papiros ao longo da história, principalmente no Antigo Egito.

O papiro é uma espécie de papel, feita de uma planta que leva o mesmo nome, papiro. Essa planta é da família das cyperaceas e é bastante comum de ser encontrada nas margens de rios africanos e também no Oriente Médio. Apesar de não ser tão fácil de ser cultivada em outras regiões, ela pode ser encontrada no mundo todo.

As folhas dessa planta são longas e fibrosas e os caules bastante flexíveis. A altura do pé de papiro pode chegar aos 3 metros e suas raízes podem ter até 7 metros de comprimento e são grossas como o caule.

Foto: Reprodução internet/ CRISTINA BRAGAPapiro planta

A folha de papiro foi desenvolvida cerca de 2500 a.C. pelos egípcios, onde a planta era encontrada em abundância, principalmente às margens do rio Nilo. O papiro mais antigo já encontrado foi resgatado em Saqqara, na mastaba de um nobre da I dinastia e está em branco.

Para confeccionar a folha onde eram feitos os registros, era utilizado a parte interna, branca e esponjosa do caule da planta. Ela era cortada em tiras finas que eram molhadas durante seis dias com água e vinagre, para tirar o açúcar da planta. Depois de secas, elas eram sobrepostas em fileiras verticais e horizontais e cruzadas. Depois, esse material era prensado entre dois tecidos de algodão por seis dias e resultava em uma folha amarelada e alisada.

No Egito, além de ser utilizado para a fabricação do papel, o papiro era usado na fabricação de cestos, redes, pavios de candeeiros a óleo, esteiras, cortas, tecidos, sandálias e pequenas canoas. As pessoas mais pobres também se alimentavam com ele e servia de alimento para os animais.

Foto: Reprodução internetPapiro Egípcio

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais