De que é feito o molho shoyu?

Também conhecido como molho de soja, a data de sua invenção e sua origem são um pouco duvidosas.

O molho shoyu é um dos ingredientes mais conhecidos da culinária oriental. É praticamente impossível pensar naquele sushi delicioso e não incluir o molho nesse pensamento. Também conhecido como molho de soja, a data de sua invenção e sua origem são um pouco duvidosas, mas registros indicam que ele surgiu com os chineses, em 200 a.C.

Foto: PixabayApesar de delicioso, o molho shoyu deve ser consumido com moderação devido ao alto teor de sódio.
Apesar de delicioso, o molho shoyu deve ser consumido com moderação devido ao alto teor de sódio.

Originalmente, o processo para preparar o molho shoyu era demorado, podendo levar de seis meses a dois anos, mas atualmente o tempo é de uma semana devido a sintetização do processo. Ele era feito de grãos de soja e trigo, fermento, água e sal. Para preparar o molho, primeiro a soja precisava ser cozida e o trigo torrado e esmagado. Na segunda etapa, os dois ingredientes eram misturados e o fermento acrescentado em sua composição. A massa formada era fermentada por três dias, sendo remexida sempre que a temperatura alcançasse os 40ºC. Por último, a água e o sal são incluídos na receita. O molho então descansava por até dois anos, antes de ser filtrado, pasteurizado e embalado.

Atualmente, o shoyu leva os mesmos ingredientes e a forma de fazê-lo é, em partes, semelhante, mas precisa ser produzido de forma mais rápida devido à grande demanda. O processo, chamado de sintético, separa os aminoácidos da soja através da hidrólise, tem acréscimo de caramelo e aromatizantes. Em alguns países e fábricas, o trigo é substituído por milho (é o caso do Brasil) ou feijão.

Apesar de nós, brasileiros, pensarmos sempre no Japão quando o assunto é molho shoyu, esse item é muito popular e tradicional na culinária da China, Coreia, Tailândia, Indonésia, Malásia, Filipinas e em Singapura.

No Brasil, ele chegou há cerca de 100 anos, juntamente com a imigração japonesa. Na Europa, o molho começou a ser utilizado ainda no século XV, devido aos holandeses, que se apaixonaram por ele, mas utilizavam o nome Soy. No continente europeu, o molho shoyu era vendido por um alto preço, o que o tornava popular somente entre as pessoas mais ricas. Hoje, seu custo é acessível e ele pode ser encontrado facilmente nos supermercados.

Confira também: De que é feito o kani kama?

Atenção!

Apesar de ser uma delícia, o molho shoyu deve ser consumido com moderação, pois possui alta quantia de sódio.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais