Conheça um pouco da história do jornalista Ricardo Boechat

Além da carreira no jornalismo, ele também foi o autor do livro Copacabana Palace – Um Hotel e Sua História

No início da tarde de segunda-feira, dia 11 de fevereiro de 2019, o Brasil e o mundo receberam a triste notícia do falecimento de Ricardo Eugênio Boechat, um dos maiores jornalistas, apresentadores e radialistas da história brasileira. Aos 66 anos, ele foi vítima de um acidente aéreo, onde um helicóptero caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo.

Foto: Abril VejaRicardo Boechat
Ricardo Boechat

Ricardo nasceu em 13 de julho de 1952, em Buenos Aires, na Argentina, durante uma viagem de seu pai, que era diplomata. Ele iniciou sua carreira no jornal Diário de Notícias (hoje extinto) na década de 1970. 
Pouco tempo depois, iniciou como colunista no mesmo jornal. Em 1983, foi trabalhar no jornal O Globo, onde ficou até 1987, quando foi para a secretaria de Comunicação Social durante o governo Moreira Franco, permanecendo nela por seis meses. Antes de voltar para O Globo, ele foi convidado a trabalhar no Jornal do Brasil. Boechat ainda trabalhou nos jornais O Dia, O Estado de S. Paulo e fez um quadro de opinião no Bom Dia Brasil.

Com uma carreira de sucesso, ele entrou para o Grupo Bandeirantes como diretor de jornalismo do Rio. Em 2006 passou a ancorar o Jornal da Band e também na rádio BandNews FM. Ele ainda assinava uma coluna semanal na revista IstoÉ.

Além da carreira no jornalismo, ele também foi o autor do livro Copacabana Palace – Um Hotel e Sua História.

Ao longo da carreira, acumulou 17 vitórias no Prêmio Comunique-se, sendo o único a ganhar em três categorias diferentes: Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV. Foi vencedor do Prêmio Esso em 1989 (Reportagem pela Agência Estado, com Aluizio Maranhão, Suely Caldas e Luiz Guilhermino), 1992 (Informação Política por sua coluna em "O Globo", com Rodrigo França) e 2001 (Informação Econômica,  novamente por sua coluna em "O Globo", com Chico Otávio e Bernardo de la Peña). Ao lado de Miriam Leitão, ganhou o título de jornalista mais admirado do país em 2014 e 2015. No ano seguinte, recebeu o prêmio de Melhor Apresentador de Telejornal no Troféu Imprensa.

Boechat era pai de seis filhos, quatro deles fruto de seu antigo casamento com Claudia Costa Andrade (Bia (40 anos), Rafael (38), Paula (36) e Patricia (29). Ele ainda deixou as pequenas Valentina (12) e Catarina (10), filhas de seu relacionamento com Veruska Seibel, com quem estava casado desde 2005.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

Compartilhe este artigo:

Veja mais