Conheça as zonas termais da Itália que possuem poder terapêutico

O local é muito apreciado na Itália, principalmente pelos romanos, que historicamente possuem um forte hábito de limpeza e sabem os benefícios das águas termais.

Quando alguém planeja conhecer a Itália, normalmente imaginamos logo uma visita ao Coliseu ou a Torre de Pisa. Apesar dos diversos monumentos que estão na lista de pontos turísticos, o país tem algo que não possui grande popularidade entre os turistas: as zonas termais italianas. Elas são uma excelente opção para quem busca lazer e relaxamento.

O local é muito apreciado na Itália, principalmente pelos romanos, que historicamente possuem um forte hábito de limpeza e sabem os benefícios das águas termais. Esses pequenos lagos contém água rica em minerais e oligoelementos. Dificuldades respiratórias e problemas de pele estão na lista de doenças que a água ajuda a tratar, além de reumatismo e outras terapias.

As águas quentes e sulfúricas das termas ainda formam uma bela paisagem, e a boa notícia é que muitas delas podem ser utilizadas de forma gratuita. Elas fazem sucesso no país durante o ano todo, mas durante o inverno é o período de maior movimento.

Para os turistas que gostam de luxo, diversos spas e hotéis estão próximos das termas e oferecem os mais variados serviços, como sauna, massagens, terapias com argila, piscinas exclusivas, entre outros tratamentos estéticos e de saúde.

Confira abaixo cinco opções de termas para visitar em solo italiano:

Saturnia (Toscana)

Uma das mais famosas, a Cascate del Mulinoforma um conjunto de piscinas de pedra calcária. O plâncton presente na água contribui para a saúde de quem utiliza essas termas. O local ainda possui uma pequena cachoeira, onde as pessoas podem sentar-se. Apesar de ser um local pequeno, ele é muito movimentado aos finais de semana.

Foto: Site RedBubble/Andrew JonesUma das mais famosas, a Cascate del Mulino forma um conjunto de piscinas de pedra calcária.
Uma das mais famosas, a Cascate del Mulino forma um conjunto de piscinas de pedra calcária.

 Bormio (Lombardia)

Esse é um local indicado para quem gosta de spa. Existem pelo menos três de alta qualidade, e um deles ainda é grátis. A piscina recebeu o nome de La pozza di Leonardo, em homenagem ao artista Leonardo Da Vinci.

Foto: Reprodução InternetBormio é um local indicado para quem gosta de spa.
Bormio é um local indicado para quem gosta de spa.

Bullicame (Lázio)

A fonte termal de Bullicame é famosa por ser a que mais contém propriedades terapêuticas. A alta temperatura da água também é um destaque, além de conter um grande estacionamento e diversos serviços nas proximidades.

Foto: Wikimedia CommonsA fonte termal de Bullicame é famosa por ser a que mais contém propriedades terapêuticas.
A fonte termal de Bullicame é famosa por ser a que mais contém propriedades terapêuticas.

Ilha de Ísquia (Nápoles)

As águas termais desta fonte possuem um diferencial: se encontram com a água do mar. A localização também é um destaque, pois fica próxima à Capri e à Costa Amalfitana.

Foto: Reprodução InternetAs águas termais na Ilha de Isquia se encontram com a água do mar.
As águas termais na Ilha de Isquia se encontram com a água do mar.

La Grotta dele Ninfe (Calábria)

Essa piscina natural se formou entre duas grandes rochas, criando uma espécie de desfiladeiro. A temperatura da água é de cerca de 30ºC durante todo o ano e é muito procurada para o tratamento de artropatias e problemas dermatológicos, como a acne. Essa terma é uma das mais importantes do país, pois é conhecida e apreciada desde os povos antigos.

Foto: Reprodução Internet/ Site CalabriaDaSognoLa Grotta dele Ninfe fica localizada em Calábria
La Grotta dele Ninfe fica localizada em Calábria

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais