Conheça a uveíte: Doença causa cegueira e é parecida com conjuntivite

A uveíte pode causar a perda da visão quando não recebe o tratamento rapidamente.

A uveíte é uma doença ocular, que pode causar a perda da visão. Ela é confundida com conjuntivite frequentemente e surge quando acontece alguma inflamação na úvea (camada vascular média, que inclui a íris, o corpo ciliar e a coroide). Ela pode afetar o nervo óptico e até a retina.

Ela pode afetar os dois olhou ou apenas um deles e é classificada de três maneiras diferentes:

- Anterior: afeta somente a íris (parte colorida do olho);
- Intermediária: atinge o corpo ciliar (músculos que controlam os olhos) e o vítreo;
- Posterior: acomete o vítreo, a retina, a coroide e a esclera.

As causas da enfermidade são variadas, podendo ser infecciosas, traumáticas, autoimunes, tumorais e até mesmo não identificadas. A uveíte pode afetar pessoas de diferentes sexos e idades, desde crianças até idosos. A maioria dos casos é identificada em pessoas adultas, que contraíram toxoplasmose.

No caso de motivos infecciosos, a doença pode aparecer quando a pessoa foi infectada por algum vírus, bactéria ou fungo. A toxoplasmose, herpes, tuberculose e sífilis também podem resultar no problema, assim como leucemias e linfomas.

Foto: ViDi Studio/istockA uveíte pode causar cegueira e tem várias causas possíveis.
A uveíte pode causar cegueira e tem várias causas possíveis.

Sintomas

Apesar das variações da uveíte, na maioria das vezes os sintomas são vermelhidão e dor nos olhos, sensibilidade à luz e visão turva e embaçada. Em alguns casos, pode acontecer do campo visual ser afetado por manchas escuras, que ficam “flutuando” na frente dos olhos (conhecido dentro da oftalmologia como moscas volantes).

Por ser uma doença com consequências irreversíveis (cegueira), é necessário que ela seja tratada rapidamente. Estima-se que de 10% a 15% dos pacientes com uveíte perdem a visão por causa de tratamento tardio.

Quando não recebe os cuidados corretos, ela ainda pode causar outros problemas nos olhos, como catarata, atrofia óptica, edemas de retina e glaucoma.

Tratamento

O tratamento da uveíte pode ser feito de algumas maneiras variadas, dependendo do nível da doença. Colírios, medicamentos orais e/ou endovenosos são algumas das opções. Em casos mais graves, o paciente é internado para acompanhamento e medicação diferenciada.

Se você suspeitar da doença, procure um oftalmologista imediatamente!

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais