Como surgiu o desodorante e quais tipos existem?

Saiba como surgiu esse produto tão utilizado por nós.

O desodorante é um item indispensável em nosso dia-a-dia. Ele é o responsável por diminuir consideravelmente o cheiro de suor do nosso corpo e até mesmo o próprio suor. Sabemos que antigamente, muitas populações, como a europeia, por exemplo, não tinham o hábito de tomar banho, então o mau cheiro era frequente e o perfume não resolvia muita coisa.

Em 1888, surgiu o primeiro desodorante que se tem conhecimento. Ele foi criado nos EUA e tinha o nome de “Mum”, que significa mãe. Ele era feito de sulfato de potássio e sulfato de alumínio. Esse desodorante era capaz de controlar a transpiração e também diminuir o cheiro do suor.

No ano de 1903, surgiu o desodorante “EverDry” (sempre seco), que conseguia inibir de maneira bastante eficiente a produção de suor. Esse foi o primeiro desodorante aquoso a ser fabricado. Nos desodorantes atuais, ainda são usados alguns elementos usados na fórmula do EverDry.

Até a Segunda Guerra Mundial, o desodorante era um produto extremamente caro, sendo utilizado somente por algumas poucas pessoas de classe alta. Depois da guerra, o preço do produto diminuir consideravelmente e passou a ser um produto indispensável na vida das pessoas. A marca Odorono foi a primeira a lançar um desodorante após os conflitos, que era vendido em farmácias.

Foto: Reprodução Internetdesodorante
 

Tipos de desodorante

Com o passar do tempo, a indústria desse produto de higiene cresceu e diversos tipos de desodorante foram desenvolvidos, alguns tendo diferentes funções. Inclusive, alguns desodorantes fora desenvolvidos para diferentes partes do corpo, como os pés e partes íntimas.

Veja agora uma lista com os principais tipos de desodorantes:

Antitranspirantes:combate também a umidade e diminui o fluxo de suor expelido pelos poros. Sua duração costuma ser mais longa que os demais desodorantes.

Aerossol: tem secagem rápida e pode ser compartilhado com outras pessoas de maneira higiênica.

Spray: é mais barato e prático, mas pode escorrer e causar odor.

Roll-on: é prático de passar, mas demora a secar e a embalagem entra em contato diretamente com a pele, o que torna o produto mais “íntimo”, de maneira que não deve ser compartilhado com outras pessoas.

Stick: sua aplicação é seca, mas pode deixar resíduos na pele que mancham as roupas.

Creme: é aplicado com os dedos, absolvido rapidamente pelo corpo e possui ingredientes que suavizam a pele.

Com álcool: controla a ação das bactérias, mas pode causar irritação na pele e odor.

Com aloe vera, camomila ou calêndula: são desodorantes que usam extratos vegetais e servem para evitar irritações e deixar a pele mais macia.

Com perfume: torna o desodorante mais eficiente, mas não são recomendados para peles sensíveis,  pois podem causar graves irritações.
 

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais