Como surgiu o cachorro-quente?

Veja como surgiu essa delícia que nos faz sair da dieta.

Não há como negar que esse lanche é um dos queridinhos de todos os amantes de lanches. Rápido de fazer, ele pode ser complementado com ingredientes variados, de acordo com o gosto do consumidor. Pode ser encontrado de forma prensada ou não, com queijo, presunto, frango, calabresa, bacon, batata-palha, milho, ervilha, purê, farofa, cenoura, dentre outros elementos na infinita lista de acompanhamentos.

O nome do lanche é mérito de norte-americanos e alemães. Por volta de 1850, os alemães começaram a produzir um novo tipo de salsicha. Um cozinheiro de Frankfurt tinha um cachorro da raça dachshund (em alemão), e a salsicha que ele fabricava passou a ser conhecida por esse nome. Em 1880, um imigrante alemão chamado Charles Feltman levou a salsicha para os EUA e criou um sanduíche feito com pão, salsicha e molho, que fez sucesso, resultando na abertura de um restaurante.

A popularização do cachorro-quente aconteceu nos estádios de futebol americano, e foi lá que o nome ‘cachorro-quente’ surgiu. Um vendedor do sanduiche passava nas arquibancadas gritando “Pegue seu dachushund quente”. Presente no estádio, o cartunista Tad Dorgan ilustrou a cena, porém, por não entender a palavra dachushund, ele escreveu na legenda “Pegue seus cachorros quentes”. O nome, como sabemos muito bem hoje, pegou e se tornou popular.

O lanche se tornou tão consumido nos EUA que, anualmente, são vendidos 2 bilhões do sanduíche, sendo 150 milhões na comemoração do Dia da Independência. Na data, uma competição de quem come mais cachorros quentes é realizada.

Dependendo do país, é possível encontrar variações bem exóticas (do ponto de vista brasileiro) para esse lanche. No Havaí, é acrescentado abacaxi na receita. Na Guatemala, ele acompanha alface, tomate, mostarda e é chamado de “Durty Dog”, que significa cachorro sujo. Na Suíça, o lanche é mais calórico que o normal, sendo uma mistura de cachorro quente com pizza.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais