Como surgiu a luz de neon?

Saiba como surgiu essa luz que chama tanto nossa atenção.

O que é?

Para entendermos a origem da luz de neon, precisamos saber primeiro o que é exatamente o néon. Ele é um tipo de gás que encontramos no universo. No núcleo das estrelas acontecem reações termonucleares entre o carbono e o oxigênio, provocando a produção de néon. A explosão e formação de estrelas faz esse gás se espalhar entre as nebulosas – nuvens moleculares.

A composição do gás néon é uma mistura de 99,5% de Penning e 0,5% de néon de árgon.

Foto: Reprodução Internetneon

Como surgiu?

Em 1898, os químicos William Ramsey e Morris Travers descobriram esse. A descoberta aconteceu quando William refrigerou uma amostra de ar até ao estado líquido, fervendo-a posteriormente. Dessa experiência, resultaram três gases: crípton, xénon e o néon – sendo o último com cor avermelhada.

Georges Claude, fornecedor do oxigênio líquido para William ficou encantado com a descoberta e passou a se interessar pelo assunto. Através de sua empresa de ar liquefeito, a partir de 1902, Claude começou a armazenar o gás néon. Em 1910, ele descobriu que uma luz vermelho-alaranjada surgia quando uma corrente de energia atravessava um tubo contendo o gás néon.

Ele passou então a aperfeiçoar os tubos em que armazenava o gás, produzindo-os em diversos formatos e tamanhos. Depois que o tubo ganhava a forma desejada, eram soldados eléctrodos nas extremidades do tubo e depois eram ligados a uma bomba de vácuo eliminando o ar que havia dentro dele. Através dos eléctrodos, uma carga de energia era liberada no interior do tubo, a fim de limpar o vidro. Então, o tubo era enchido com o gás néon, dando cor a luz.

A lâmpada de néon foi inventada por Daniel McFarlan Moore, engenheiro eletrotécnico norte-americano. Elas funcionam usando uma descarga elétrica de baixa corrente.

Esse tipo de luz passou a ser muito utilizado em eletrônicos e como elemento de propaganda, como em letreiros, por consumirem menos energia do que as lâmpadas comuns.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais