Como surgiu a Língua Brasileira de Sinais?

A Libras é um idioma oficial brasileiro, utilizado para a comunicação com pessoas surdas.

A Libras (Língua Brasileira de Sinais) é a principal forma de comunicação entre os surdos e as pessoas sem problemas auditivos. Feita através de sinais, ela ainda é pouco conhecida, mas vem ganhando cada vez mais espaço na mídia e no dia-a-dia das pessoas.

A história da língua de sinais brasileira começou junto com a luta pela educação das pessoas com deficiência auditiva. Onde a comunicação através de sinais se originou pela primeira vez (no mundo) não sabe-se exatamente, mas os primeiros registros de seu uso foram feitos na França, em 1760, na cidade de Paris.

Foto: Reprodução InternetInstituto Nacional de Educação de Surdos, no Rio de Janeiro.
Instituto Nacional de Educação de Surdos, no Rio de Janeiro.

No ano de 1857, o francês Eduard Huet veio para o Brasil para fundar a primeira escola para surdos no país, que na época, recebeu o nome de Imperial Instituto de Surdos Mudos. O local funciona até hoje, porém com o nome de Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES).

Huet era deficiente auditivo, mas ele não nasceu assim. Ele perdeu a audição aos 12 anos.

Com a fundação da escola, iniciativa feita a pedido de Dom Pedro II, criou-se uma mistura entre a língua de sinais utilizada na França com alguns gestos que já eram utilizados pelos surdos brasileiros.

Depois de um crescimento constante, em 1880, a Libras passou por um grande obstáculo. Um congresso sobre surdez, realizado em Milão, proibiu que tal linguagem fosse usada no mundo. Os participantes defendiam que a leitura labial era a forma mais correta de comunicação.

Apesar da proibição, a língua de sinais não deixou de ser usada, mas sua divulgação passou por algumas dificuldades. Em 1896, após muita insistência e pedidos do Governo Brasileiro, a Libras voltou a ser autorizada.

Em 1993, um projeto de lei foi criado, buscando a regulamentação da língua no Brasil, porém, esse reconhecimento só acontecem em 2002. Posteriormente, outras conquistas foram alcançadas, como, por exemplo, a instituição do Dia Nacional de Surdo, comemorado em 26 de setembro.

Outro grande passo para a difusão da Libras foi em 2010, quando a profissão de Tradutor e Intérprete de Libras foi regulamentada.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a linguagem de sinais não é universal, existindo a Língua de Sinais Americana, Língua de Sinais Portuguesa, entre outras.

Aprenda abaixo como é feito o alfabeto em Libras:

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais