Como são escolhidos os nomes dos furacões?

Por que esse fenômeno atmosférico possui nomes de pessoas? Descubra!

Nas últimas semanas, um dos principais assuntos dos noticiários foi o furacão Irma, que atingiu a Flórida, o Haiti, Cuba e ilhas do Caribe. E junto com ele, mais dois furacões de menor escala se formaram, o José e o Katia.

Como é fácil perceber, os nomes escolhidos para furacões, são os mesmos escolhidos para pessoas. Além disso, os nomes são escolhidos em ordem alfabética e intercalados, um nome masculino e um feminino.

O motivo desse critério de escolha é simples. O nome de uma pessoa é mais fácil de recordar do que algum termo técnico. Então, quando o governo precisa dar algum aviso sobre o furacão para a população, as pessoas imediatamente sabem do que o governo está falando.

Inicialmente, quem escolhia os nomes para furacões era o Exército, e os militares gostavam de dar para as tempestades o nome de suas mães, namoradas, esposas e filhas. Esse hábito se tornou uma regra.

A lista com os nomes para os furacões foi criada em 1953, pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA, e foi adotada por outras regiões do mundo.  Em 1970, nomes masculinos foram acrescentados à lista, para criar um equilíbrio entre os gênero. Porém, regiões do mundo podem usar uma lista com nomes diferentes, mas usando a mesma regra de ordem numérica e alterando entre os gêneros. Atualmente, a lista é atualizada pela Organização Meteorológica Mundial, uma agência da ONU.

A cada seis anos, a lista é reciclada, e nomes de furacões podem se repetir. Isso significa que em 2023, o Irma pode aparecer novamente entre as opções de nome. Porém, alguns furacões que causaram grande devastação, tem seu nome retirado da lista, como é o caso do Katrina, que aconteceu em 2005 e deixou mais de 2 mil mortos em Nova Orleans.

Segundo o chefe do programa de ciclones tropicais na OMM, Koji Kuroiwa, todos os anos, muitas pessoas enviam pedidos para a organização: “por favor, use meu nome ou o nome da minha esposa ou da minha filha”. Mas, a escolha dos nomes é feita por um comitê internacional, então as chances desses pedidos serem atendidos são poucas, acontecendo só quando há coincidência da pessoa pedir um nome e o comitê escolher o mesmo.

Em alguns locais, como no oeste do Oceano Pacífico, nomes de personagens históricos, animais e plantas também podes ser escolhidos para serem nomes de tempestades. Mas permanece a regra de que o nome do furacão precisa ser extremamente fácil de ser lembrado pela população do local.

Veja também: Como os furacões se formam?

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais