Como o samba foi criado?

Um dos ritmos favoritos dos brasileiros, o samba é apreciado por todos, principalmente durante o carnaval. Pelo mundo, o samba é o ritmo brasileiro mais famoso.

Mistura de ritmos do continente africanos, o samba nasceu na Bahia durante o século 19 e hoje é sinônimo do carnaval brasileiro. Foram os escravos baianos que deram origem ao estilo musical, que mais tarde, em 1920, conquistaria o país, mas principalmente o Estado do Rio de Janeiro. O nome samba tem origem africana e seu significado tem relação com as danças tribais típicas da África.

Por ser totalmente ligado a cultura negra e escrava, o samba tinha má fama durante a década de 20, podendo levar até mesmo a prisão de quem dançava ou cantava samba.

Com o passar dos anos, o samba foi conquistando seu espaço e ganhando inúmeros simpatizantes, se tornando popular no Brasil. Um dos símbolos da cultura brasileira, atualmente o samba é considerado pela Unesco um patrimônio da humanidade, assim como a capoeira.

Foto: Reprodução InternetSamba

Música totalmente brasileira, a harmonia é feita por instrumentos de corda, como o cavaquinho e o violão, e o ritmo é dado pelo surdo ou pandeiro. Com o tempo, o samba evoluiu e novos instrumentos foram incorporados ao ritmo, como a flauta, o piano e o saxofone.

O primeiro samba gravado no Brasil foi Pelo Telefone, em janeiro de 1917, cantado por Baiano. A letra deste samba foi composta por João da Baiana, Pixinguinha, Dunga e outros músicos do Rio de Janeiro.

Com o passar dos anos, o samba foi tomando diversas formas, surgindo diferentes tipos de samba. Os mais conhecidos são o samba-enredo (escolas de samba), pagode, samba de gafieira, samba-canção, samba-exaltação, entre outros. Apesar de fazer sucesso em qualquer época do ano, é durante o carnaval que o ritmo é visto em maior evidência, com os tradicionais desfiles das escolas de samba.

Como forma de reconhecer sua importância, no dia 2 de dezembro é comemorado o Dia Nacional do Samba.

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais