Como e de que é feita a gelatina?

Descubra de onde vem esse pó que rapidamente se transforma em uma deliciosa sobremesa.

A gelatina é uma das sobremesas mais apreciadas. Ela é muito consumida, pois seu preparo é rápido e fácil demais. Ela está presente em nossas casas, em restaurantes e até mesmo é muito utilizada em festas infantis. Ela é encontrada em diversas cores e sabores e pode ser transformada em qualquer formato.

Mas, do que a gelatina é feita? Como ela vira aquele pó que compramos no supermercado e dissolvemos na água?

A gelatina é feita de colágeno, uma proteína retirada de ossos, tecidos de ligação e cascos de animais como o boi e o porco. Essas partes de animais são trituradas e passam por algumas etapas até se tornarem a gelatina.

O material triturado é tratado com algumas substâncias químicas, que servirão para extrair o colágeno desse material de origem animal. Depois, o colágeno é filtrado, sendo retirado dele os restos de gorduras e fibras. A solução resultante é concentrada em vapores, esterilizada e passa por um processo de secagem. Quando já está seco, o produto é moído até se transformar em um pó incolor.

Para que a gelatina fique própria para consumo e também saborosa, as indústrias acrescentam junto ao colágeno ingredientes como o açúcar, os corantes, adoçantes e aromatizantes. O último processo é embalar e encaminhar para a venda.

O pó da gelatina é transformado em alimento em nossas casas através da hidratação das moléculas da proteína e da retenção da água pela formação de ligações entre as cadeias dessas moléculas. Quando a água está quente, ela penetra no interior dessas cadeias e, quando é resfriada, as moléculas de água ficam “presas” nas cadeias e vão sendo solidificadas.

Além de ser consumida como uma forma de sobremesa rápida, a gelatina está presente em outros alimentos por ser um ingrediente bastante versátil. Podemos encontrar a gelatina em balas de goma, marshmallows, cremes de leite, salsichas, etc. Ela também é ingrediente de outras diversas sobremesas, sendo utilizada para tortas geladas, pudins, sorvetes e outras delícias. Seu uso não fica limitado somente a alimentação. Ela está presente como revestimento de alguns comprimidos (medicamentos), em cosméticos, cremes e pomadas.

Foto: Reprodução InternetGelatina

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais