Cinco órgãos do corpo que eram desconhecidos até pouco tempo atrás

Algumas das descobertas foram feitas "sem querer", mas tem grande importância para esclarecer melhor algumas doença
Foto: iStockO corpo humano é um complexo sistema, que exige estudos constantes.
O corpo humano é um complexo sistema, que exige estudos constantes.

O corpo humano é uma das estruturas mais complexas do mundo. Não é à toa que ele demanda longos e constantes estudos e, mesmo já sendo analisado há muitos anos, novas descobertas surgem com frequência. O Dr. Curioso traz hoje cinco “coisas” do nosso corpo que não eram conhecidas até pouco tempo atrás.

Camada de Dua

Descoberto em 2013, esse componente faz parte do olho. Anteriormente, acreditava-se que a córnea era dividida em cinco camadas, mas o professor Harminder Dua, da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, descobriu uma sexta camada.

Ela possui apenas 0,001 milímetro de espessura e foi descoberta durante um estudo feito com córneas doadas para pesquisa. Com a descoberta, as cirurgias oculares podem se tornar mais simples.

Algumas doenças que se formam na parte de trás da córnea já estão sendo relacionadas com a camada de Dua, podendo acontecer por causa da presença, ausência ou lacerações dessa camada.

Ligamento anterolateral

A descoberta desse ligamento no joelho foi feita na Bélgica em 2013, por dois cirurgiões. Até então, haviam suspeitas sobre sua existência, mas a teoria nunca havia sido confirmada. O ligamento anterolateral desempenha a função de proteger nosso joelho quando viramos ou mudamos de direção.

Os dois médicos conseguiram mapear a estrutura de forma completa, que vai do lado mais extremo do fêmur até a tíbia. Com essa identificação, ficou mais fácil entender a ruptura do ligamento cruzado anterior, muito comum em atletas.

Vasos linfáticos no cérebro

Em 2016, pesquisadores da Universidade da Virgínia, nos EUA, descobriram estruturas vasculares misteriosas “sem querer”. Eles estudavam a meninge, quando encontrar várias células de defesa em um local onde elas não deveriam estar.

Com a novidade, eles aprofundaram as investigações e descobriram que essas células defensivas estavam dentro de estruturas vasculares que conectavam o cérebro ao sistema imunológico, algo antes considerado impensável.

Essa descoberta levou a uma segunda nova informação. Descobriu-se que essas células afetam as funções do cérebro e também a forma como socializamos. Com essas informações, doenças mentais como o Mal de Alzheimer podem ser estudadas considerando o sistema imunológico ou o processo de envelhecimento.

Veja: Quantas células nascem e morrem por dia no nosso corpo?

Mesentério

Essa parte do nosso corpo foi citada pela primeira vez no século 16, por Leonardo Da Vinci, mas não foi levada em consideração pela medicina. Em janeiro de 2018, a história mudou, quando uma equipe do University Hospital Limerick, na Irlanda, afirmou que o Mesentério é um órgão único e contínuo, localizado no centro do sistema digestivo.

Ainda não se sabe muito a respeito de sua função, mas ele é responsável por sustentar e permitir a irrigação sanguínea das vísceras.

Interstício

Ele foi identificado em uma pesquisa feita por profissionais de patologias da Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York, nos EUA. A descoberta foi publicada em março de 2018.

O interstício é uma rede de cavidades de colágeno e elastina, que é repleta de líquidos e fica dentro e entre os tecidos do corpo humano. Essa estrutura é conectiva e pode ser um dos maiores órgãos do corpo, visto que se estende por toda a extensão dos tecidos.

Essa estrutura fica embaixo da pele e recobre o pulmão, o tubo digestivo e o sistema urinário. Ele também está ao redor das artérias, veias e fáscias.

Sua função exata ainda não foi definida, mas acredita-se que uma de suas finalidades seja servir como um amortecedor para os órgãos, para que eles não se rompam com os movimentos feitos diariamente. Outra funcionalidade seria servir para a movimentação de fluídos.

Confira também: Quantos ossos tem o corpo de um ser humano?

Corpo Humano: Aprenda alguns números sobre essa surpreendente estrutura

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais