As mulheres vikings também participavam das batalhas?

Estudos e pesquisas apontam que as mulheres também lutavam nas guerras vikings.

Homens fortes e destemidos. Essas são as primeiras características que a maioria das pessoas pensam quando se fala nos vikings. Eles são conhecidos por terem invadido, explorado e colonizado algumas partes da Europa. Mas, o que poucas pessoas sabem, é que as mulheres vikings também participavam das batalhas.

Para muitos, a ideia das mulheres lutando está limitada aos filmes e séries, porém, isso acontecia na vida real também. O fato de terem existido guerreiras vikings despertava a desconfiança de muitos pesquisadores. Nos últimos anos, alguns arqueólogos conseguiram comprovar essa teoria.

Um dos cadáveres mais famosos de integrantes do povo vikings, conhecido como “Guerreiro de Birka”, pertencia a uma mulher. Ele foi encontrado na Suécia em 1880, mas somente em 2017 uma análise feita pelas universidades de Uppsala e Estocolmo confirmou ser uma ossada do sexo feminino, de aproximadamente 30 anos.

Por muitos anos, acreditou-se que os ossos pertenciam a um homem, pois foi enterrado com as características fúnebres que só um comandante possuía (patente que acreditavam ser ocupada somente por homens). Além disso, com ela, ainda estavam enterrados objetos como machado, lança, fechas, faca de batalhas, entre outros.

Foto: Reprodução Vikings/HistoryAs mulheres vikings também iam para as batalhas.
Estudos apontam que as mulheres vikings também iam para as batalhas.

Outra prova de que as mulheres também frequentavam as batalhas foi identificada em um cadáver encontrado em um cemitério viking na Noruega. Enterrada juntamente com uma grande quantia de armas, essa mulher possuía um ferimento na cabeça, bastante profundo, provavelmente causado por uma espada.

As pesquisas a cerca dessas ossadas encontradas apontam que essas pessoas viveram, provavelmente, no século 10.

Com os estudos e pesquisas realizados nos últimos anos, é possível concluir que as mulheres, assim como os homens, possuíam o mesmo papel nas batalhas. Algumas podiam ocupar a função de proteger algum companheiro, enquanto outras estavam na linha de frente dos conflitos armados.

Aprenda também: Quem foi Catarina, a Grande?

Se encontrar algum erro ou tiver alguma sugestão de curiosidade, entre em contato através da nossa fanpage no Facebook

FONTE: Dr. Curioso

Compartilhe este artigo:

Veja mais